Saiba como melhorar a gestão da sua empresa

Gerir a área de Compras de uma empresa é um processo que requer estratégia adequada e um bom planejamento, para garantir os suprimentos necessários para que a empresa funcione.

Por essa razão, o setor deve ser administrado com inteligência de mercado, especialmente quando o assunto é redução de custos e a melhora de resultados da empresa como um todo.

Fazer o controle desse departamento é essencial para negócios de todos os portes e segmentos, especialmente para os pequenos, que não têm uma margem extensa para erros em custos.

É preciso ter um alinhamento de todo o processo de aquisição e áreas envolvidas, desde o que será preciso comprar, sua periodicidade, a questão do relacionamento com fornecedores, as opções de revenda e pagamentos, a qualidade dos produtos, avaliação da tecnologia adequada, entre outros pontos que vão além do menor investimento, abrangendo o custo-benefício, mesmo que para isso, novos modelos devam ser efetivados.

Modelo de locação – estratégia competitiva de otimizar a gestão da empresa

Como detentores da habilidade de encontrar as melhores alternativas de ofertas de produtos e serviços para uma empresa, os profissionais de Compras estão acostumados a negociar preços e a analisar opções mais interessantes para suas propostas.

Nesse momento, utilizar um modelo de locação pode ser muito mais rentável que a compra, já que essa é uma via de comercialização simplificada, pois contratos serão unificados (os fornecedores tratarão diretamente com a locadora); haverá a opção de implantar uma proteção contra danos e problemas que possam acontecer aos equipamentos e produtos durante seu uso; as entregas serão pontuais e haverá acesso a tecnologia de ponta, tudo isso por um preço acessível, pago de forma mensalizada.

O estoque é outro ponto que tornará a locação uma decisão mais assertiva. Os insumos, por exemplo, também serão otimizados por esse modelo de gestão. Vale ressaltar que as equipes de Compras, Vendas e Estoque trabalham em conjunto, sendo assim, a locação agiliza processos internos, com organização e controle de qualidade. A relação custo-benefício é efetivamente satisfatória e os principais argumentos, para essa afirmação, são:

Redução de custos – Se fizermos a conta, o valor da soma total de um contrato de locação é mais baixo que o custo da aquisição do equipamento. Empresas que utilizam o renting (aluguel), em vez de comprar, normalmente realizam investimentos adicionais, pois aquele custo é previsível e menor do que o de compras inesperadas;

Otimização do tempo de negociação – Como foi citado, esse processo de negociação envolve muitas áreas e, como ela se dá por locação, com o contrato simplificado e consultores destinados a ajudar nas escolhas, o fechamento é muito mais descomplicado;

Modelo mensalizado – As prestações em locação são 100% dedutíveis como despesas operacionais e, não estão sujeitas a impostos e juros de abertura de crédito. Logo, esse pagamento será distribuído pela duração da vida útil do bem, assim a empresa não absorve a depreciação do ativo, além da facilitação do processo de pagamento e contratação;

Fluxo de caixa e liquidez – Ao pagar a despesa de locação em prestações mensais, as empresas mantêm seu capital circulante e linhas de crédito disponíveis para outras atividades que produzam lucro.

Com foco no apoio às empresas de publicidade e propaganda, marketing entre outras, a empresa contribui para a produtividade e otimização desse processo de gestão de compras, com serviços personalizados, entrega rápida e simplicidade na negociação. Descubra as vantagens de ser parceiro da HandHelp.

Solicite uma cotação: https://bit.ly/2Ekm7fN

 

Please follow and like us: